1 de junho de 2011

FESTA JUNINA - DICIONÁRIO JUNINO

Você sabe o que é um Juninário?
O JUNINÁRIO é o dicionário junino que você pode fazer com seus alunos.
O ciclo junino é uma época do ano excelente para você fazer um projeto didático, pois existem inúmeras formas de abordar a interdisciplinaridade e tratar conteúdos de maneira prazerosa.O estudo deste tema já sugere inúmeras atividades a serem feitas, inclusive para conhecê-lo melhor.
Ah! E por falar nisso, você sabia que ele tem sua origem nas festas pagãs que aconteciam na Europa, onde se comemoravam as boas colheitas e o fim do inverno? Só que estas foram modificadas por causa da força da Igreja, que tentou acabar com estas festas profanas, como não conseguiu e deu um “jeitinho” de relacionar as comemorações aos santos da época.
Bem, mas a proposta é construir um JUNINÁRIO, não é?
Então, aí vão algumas dicas e orientações para você organizar seu trabalho.

Título: JUNINÁRIO.
Tema: ciclo junino.
Série: Ensino Fundamental 1 e 2
Duração: pode variar, mas a sugestão é que seja trabalhado durante 1 ou 2 meses.
Produto final: construção do dicionário.

Etapas:
1. Apresentação da estrutura de um dicionário

É nesta hora que os alunos deverão se deparar com os diversos dicionários existentes (dicionário da língua portuguesa, de uma língua para outra, de sinônimos e antônimos, jurídicos, antropológicos etc) e comparar suas características.
Uma atividade bastante interessante é levar seus alunos a uma livraria e pedir que eles anotem os diversos tipos de dicionários existentes, títulos, características, preços e “funções”.
Ao retornar, uma sugestão é fazer um debate sobre os “achados” para sistematizar pontos importantes como: os possíveis leitores de cada dicionário, tipo de texto e linguagem utilizada, organização do texto (ordem alfabética), se existem dicionários com ilustrações, fazer a relação entre o preço de cada dicionário e a quantidade de exemplares que provavelmente é vendida, observar como é a diagramação do texto (tentar identificar o porquê de determinadas palavras estarem escritas em negrito ou com todas as letras maiúsculas, palavras que estão em itálico), registrar as condições de pagamento, enfim, todas as especificidades de cada dicionário.

Trabalhando com: língua portuguesa (tipo, interpretação e funcionalidade do texto, classes gramaticais); matemática (registrar e pesquisar preços, comparar as condições de pagamento); história (analisar as condições sociais que influenciam no poder aquisitivo e de compra da população); e educação artística (estudar a diagramação do texto nas páginas).

2. Definição da estrutura do Juninário

Coletivamente deverão definir a estrutura e características do Juninário de vocês, se vai ter ilustração ou não, se será “dividido” por temas de pesquisa (folguedos, brincadeiras, alimentação etc) ou não, qual será o possível leitor (pois vai refletir na linguagem a ser utilizada), dimensão do papel que será utilizado, se vai ter apenas a explicação ou se terá exemplo, entre tantas outras coisas que devem ser decididas nesta ocasião.

Trabalhando com: língua portuguesa (estruturar textos, elaborar o esquema textual, definir o público-alvo); e educação artística (ao definir o lay-out do dicionário, pode-se facilitar ou dificultar a leitura).

3. Escolha dos pontos a serem trabalhados

É nesta hora que você e seus alunos vão definir o que será estudado e pesquisado. Alguns pontos são essenciais, outros nem tanto, mas, para o estudo do ciclo junino, pode-se sugerir alguns, tais como: os FOLGUEDOS (quadrilha, bacamarteiros, forró); as MÚSICAS/INSTRUMENTOS (sanfonas, triângulos, zabumbas, autores consagrados como: Luiz Gonzaga, Patativa do Assaré, e mais novos como: Mestre Ambrósio, Chão e Chinelo); a ALIMENTAÇÃO (receitas de comidas típicas, milho), o VESTUÁRIO (chapéus de palha, tranças, bicos), as CRENÇAS (superstições, santos da época, mastros em homenagem aos santos), as BRINCADEIRAS (adivinhações, simpatias, pau de sebo) e os SÍMBOLOS (fogueira, fogos, balões, bandeirinhas).

Ao abordar cada um desses pontos, você terá infinitas possibilidades de trabalho, pois cada um deles propõe muitas coisas a serem pesquisadas, vivenciadas, discutidas e estudadas.

Atividades como leituras coletivas, individuais, proposição de situações-problema, interpretação de textos enciclopédicos, leitura de mapas, preparação de receitas, estudo de letras de música e biografias, confecção de símbolos das festas juninas, podem ser propostas para os alunos contextualizarem os conceitos que estão sendo construídos.

Trabalhando com: língua portuguesa (leitura, interpretação e produção de textos, gênero e tipologia textual, gramática e ortografia); matemática (quantidade, unidades de medidas das receitas, geometria na construção de bandeirinhas e enfeites para decoração da festa); ciências (higiene e cuidados na preparação dos alimentos, conservação, propriedade do ar quente ser mais leve e fazer o balão subir, estudo das reações químicas que acontecem nos fogos, tratamento de queimaduras); história (origem das danças e folguedos, história dos santos e das festas); geografia (localização espacial, leitura de mapas para localizar as cidades onde se comemora o São João); e educação artística (identificar ritmos e sonoridade, artesanato nas vestimentas).

4. Pesquisa e seleção de material

Procure orientar os alunos a pesquisarem em diferentes fontes, tais como: bibliotecas, livros, internet, revistas, entrevistas etc, mas eles devem averiguar a veracidade das informações. O fundamental é que eles saibam exatamente o que vão procurar naquele momento. Dividir a pesquisa em etapas facilitará o trabalho.

Aqui você estará lidando com a competência dos alunos em buscar informações.

5. Produção dos textos

Depois de coletado, selecionado e classificado todo o material, os alunos devem estudar todos os pontos para escolherem as palavras que “entrarão” no dicionário, com posterior produção dos textos de cada uma delas. Estas produções podem ser ora individuais, ora coletivas, mas todos devem concordar com a explicação final.

Ter a clareza de que é o momento de trabalhar a competência das crianças em processar, averiguar, interpretar e sistematizar as informações, por meio da conceituação e explicação de palavras, fará com que esta etapa seja bastante produtiva.

Trabalhando com: língua portuguesa (leitura, interpretação e produção de textos, gênero e tipologia textual, gramática e ortografia); e informática (editor de texto).

6. Produção das ilustrações (se o dicionário for ilustrado)
Procurar produzir a melhor imagem para representar o que está sendo dito, desenvolve a sensibilidade e aguça a observação, além disso, o conhecimento internalizado vai se refletir aqui.

Trabalhando com: educação artística (produção de fotos).

7. Diagramação do material produzido
Uma diagramação bem cuidada valoriza o trabalho. Pode ter certeza que seus alunos terão o maior cuidado com o Juninário.

Trabalhando com: informática (programa para diagramação do material).

8. Revisão
Revisar os textos proporciona uma situação em que os alunos avaliarão as regras gramaticais e ortográficas empregadas, a interpretação de textos, a rescrita, ou seja, eles refletirão sobre seus próprios textos.

Trabalhando com: língua portuguesa (interpretação e rescrita de textos).

9. Impressão definitiva, lançamento e distribuição.

Ufa! Quanta coisa, não é?! Então comece agora mesmo seu Juninário. Bom trabalho!


Fonte: Construir notícias

2 comentários:

♥ κєκєl ♥ disse...

Olá
Você sabia que LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), que é o idioma em que os surdos se comunicam, é a segunda língua oficial do Brasil?

Com objetivo de expandir a língua de sinais um grupo de professores e alunos da escola Lauro Müller em Florianópolis criou o BLOG VEJO VOZES e por conta disso estamos aqui lhe convidando para fazer parte da nossa história.

Se você entende que nosso país precisa de educação com qualidade e que a inclusão é um direito de todos, venha nos conhecer. O endereço é:

http://eeblmlibras.blogspot.com/

Abraços fraternos

Edileny Gomes disse...

Amei o seu cantinho e me tornei seguidora, gosto muito de artesanato, e me dedico atualmente ao patchwork, se tiver um tempinho de uma olhadinha no meu blog edipatch.blogspot.com e na loja virtual edipatch.com.br
Um abraço Edi.